13 de jan de 2017

Qual a diferença entre Steve e Jonathan de Stranger Things?


Olá pessoal, tudo bem? No post de hoje irei escrever sobre um assunto que talvez possa causar uma pequena polêmica.
Tenho uma pergunta para você que já assistiu a primeira temporada de Stranger Things: você prefere Steve ou Jonathan? Eu posso apostar que uma grande maioria que ler essa frase responderá mentalmente “Jonathan é claro! O Steve é um babaca”. Pois então, é sobre essa suposta babaquice de Steve que irei de escrever na postagem de hoje.
Para entender mais sobre o que quero dizer, clique em continue lendo. Mas cuidado! Teremos spoilers da primeira temporada, então se ainda não assistiu e não quer receber spoilers, recomendo não abrir a postagem!

Stranger Things é uma série original da Netflix que cativou diversas pessoas ao redor do mundo pelos mais diversos motivos. Ela contém uma narrativa e uma história capaz de prender qualquer um em frente ao seu aparelho digital em questão até que todos os episódios da temporada sejam assistidos; contém referências de diversos filmes que com certeza deixou uma multidão histérica; contém figurinos e trilhas sonoras todas relacionadas ao tempo em que se passa a história, e, por fim, o que com certeza se tornou um dos pontos mais fortes da série: contém personagens muito bem desenvolvidos.
Tanto os personagens com personalidades duvidosas quanto os personagens com personalidades boas e fortes, todos eles devem ganhar seus devidos créditos, pois todos eles possuem uma construção incrível na narrativa. Mas, nessa postagem e no assunto específico que irei abordar, Steve e Jonathan são os personagens em destaque.
Jonathan e Nancy
Steve e Nancy
Para quem já é fã de carteirinha de Stranger Things, já não é mais novidade que Steve é um dos personagens mais odiados da série. Assim como, em contrapartida, Jonathan é um dos personagens mais amados. E absolutamente ninguém, nem mesmo eu, pode negar que Steve e Jonathan não passam uma primeira impressão geral a todos os seus espectadores para que esse ódio e esse amor sejam consequentemente gerados e mantidos até o fim. Falando de um modo bem clichê, Steve é o líder do grupo de amigos babacas da escola que tem um interesse pela garota tímida. Jonathan é apenas o garoto tímido e excluído que atrairá a atenção dessa garota tímida (é claro, sem que consideremos toda a situação com o Will e foquemos apenas na relação entre os adolescentes da história).
Essa primeira impressão tem a forte tendência a permanecer até o fim da primeira temporada da série por uma boa parcela dos fãs por diversos motivos, como: Steve demonstrando não sentir empatia alguma pela situação de Jonathan com o desaparecimento de seu irmão; Steve aparentemente se envolvendo com Nancy apenas por sexo; Steve quebrando a câmera de Jonathan; Steve pichando em uma parede sobre como Nancy era uma vadia por estar simplesmente passando o tempo com Jonathan. E para resumir os motivos que levaram uma boa parte dos fãs a odiarem Steve, ele foi simplesmente babaca a maior parte do tempo da série.










Entretanto, alguns elementos e acontecimentos acabam dividindo opiniões entre esses fãs, e eu sou uma das pessoas que está do outro lado.
Jonathan também cometeu um erro grave que, em minha visão, chega quase à altura de todos os erros que Steve cometeu. Afinal, tirar fotos de Nancy, nua, fazendo sexo com o próprio Steve, e sem seu conhecimento e sem sua permissão... acho que é um erro bem grave, não é? Mesmo que a distância não o tenha permitido tirar fotos tão reveladoras, é, de qualquer forma, uma invasão de privacidade e uma falta de respeito extrema.

"É que ás vezes..."
"As pessoas não dizem o que elas estão pensando."
"Mas quando você captura o momento certo,"
"Diz mais."
E é aqui que chegamos ao ponto do assunto em que eu quero tocar.
Uma grande parcela dos espectadores da série sempre “perdoa” Jonathan por esse erro que, até onde vi em grupos e páginas de fãs, todos concordam que foi grave, pois alegam que o mesmo pediu perdão e se redimiu com Nancy. Pois então, por que nunca vejo isso acontecendo com Steve quando ele também pediu perdão pelos seus erros, se redimiu com Nancy e Jonathan (por ter dado a impressão de que estava forçando sexo com Nancy, tê-la exposto, a chamado de vadia e quebrado a câmera do Jonathan) e, aparentemente, aprendeu com esses erros?

"Você teve alguma coisa a ver com isso?"
"Eu apenas... eu quero ajudar."
 

"Uau. Muito legal."
"É. Muito legal."

"Sim."
"Você deu a câmera à ele?"
Sim, talvez em questão de proporção, de número de erros e da gravidade deles, Steve ganhe em disparada de Jonathan. Mas, por que não sentir também empatia por ele ou perdoá-lo, quando obviamente podemos enxergar o seu esforço em se tornar uma pessoa melhor? Sem falar também no fator das influências negativas que as pessoas com quem ele convive lhe proporcionam.

"Ei, qual seu problema, cara?"
"Vocês são dois babacas! Esse é o meu problema!"

No meu modo de ver, existem três motivos para que as pessoas decidam que Steve não merece o famigerado perdão.

  • O simples fato de ter uma opinião pessoal sobre a gravidade e o peso dos erros cometidos pelos personagens e ter chegado à conclusão final de que Steve não merece ser redimido. Afinal, é totalmente permitido e totalmente compreensível que se chegue à essa conclusão, concordam?
  • Shipps. Pelo simples fato de preferir que Nancy forme um par romântico com Jonathan, acabando por desconsiderar o erro que o mesmo cometeu e elevando todos os erros de Steve, com o objetivo de exemplificar os motivos deste último não ser bom para ela.
  • E, por fim, o fato da história já ter criado desde o início essa atmosfera e primeira impressão sobre a personalidade dos personagens em questão. O fato da história ter escancarado e levado até o fim essa impressão do quanto Jonathan aparentemente era uma pessoa muito melhor que Steve em diversos aspectos.

O que eu quero dizer com tudo isso? Quero dizer que sim, concordo com o fato de Steve ter cometido diversos erros e ter sido um completo babaca em muitos momentos da série. Mas, não acho que ele mereça todo o ódio que ele costuma receber dos fãs. Jonathan errou com Nancy da mesma forma, e quando pediu perdão e tentou se redimir, foi visto como uma pessoa que aprendeu com seus erros, uma pessoa boa. Por que não podemos enxergar isso também em Steve?
Talvez muitos de vocês estejam pensando que escrever sobre isso é uma perda de tempo e que, pelo fato de serem apenas personagens fictícios de uma série não mereçam toda essa atenção. Mas, pensar nisso tudo me fez enxergar o quanto as pessoas muitas vezes simplesmente escolhem por quem elas terão empatia pelo simples fato de gostarem mais dessa determinada pessoa. Muitas vezes elas não costumam enxergar a situação, no todo, em que a pessoa está inserida, mas simplesmente a pessoa em si.
Steve e Jonathan estão basicamente em uma mesma posição. Ambos cometeram erros e ambos pediram perdão e tentaram se redimir pelo que fizeram. Mas é Jonathan quem recebe toda a empatia dos fãs e Steve todo o ódio. Qual a diferença entre os dois e por que um merece mais empatia do que o outro?
Apesar de serem simples personagens fictícios de uma série, esse tipo de situação acontece constantemente em nossa sociedade e em nossa realidade, e por tal motivo achei que seria interessante trazer essa discussão à tona para que talvez traga um novo olhar e um pensamento diferente sobre essa situação que eu, particularmente, chamaria de “escolher por quem você terá empatia”.
Mas, de qualquer forma, trouxe essa postagem para que possamos discutir o assunto. Todas as opiniões são bem-vindas e todos estão livres para comentarem seus pensamentos em relação a esse assunto, assim como eu fiz – lembrando que, com educação! -.
Para quem tiver interesse, acesse também a resenha da primeira temporada de Stranger Things clicando aqui.

"Eu apenas quero fazer a coisa certa."
Então é isso pessoal, espero que tenham gostado do post! Se gostaram, deixem o curtir lá em cima ao lado do título (não esqueçam de confirmar) e comentem suas opiniões e o que acharam da minha!
Até mais!

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Interessante a sua análise, Amanda! Eu nunca tinha parado pra pensar que a gente escolhe ter empatia por uma ou outra pessoa, mas pensando em outras situações, até em coisas do meu dia-a-dia, parece bem comum acontecer isso.
    Quanto ao Steve e o Jonathan, eu era do time dos que amavam o Johnathan até que o blog "Elas por Elas - Projeto Literário" fez uma série de posts sobre ships problemáticos em livros, filmes e séries. E o terceiro post tinha o Johnathan como exemplo. Só então que eu me toquei o quanto ele tava errado! Na verdade, enquanto eu assistia eu acho que nem cheguei a ficar com raiva dele. Assim que ele e a Nancy começaram a se aproximar, eu fiquei achando ele super fofo, e quando os dois começaram a procurar o monstro do mundo invertido juntos, eu achei super legal. Só me toquei quando li o texto!
    No fim, fiquei decepcionada de ver a Nancy voltando com o Steve. Agora, depois de duas novas interpretações, eu não sei mais o que achar. Talvez o melhor pra ela fosse ficar sem nenhum dos dois por um tempo, até que aparecesse alguém realmente legal...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acredito que a série e a criação dos personagens sejam moldados justamente para te fazer criar empatia por um certo personagem. Eles fazem com que você se identifique com determinado personagem, que pareça com você de certa forma, e ao mesmo tempo colocam um outro personagem que seja exatamente igual a alguém que você sente repulsa em sua vida. Ou seja, mesmo que ambos os personagens cometam erros questionáveis, você só dará atenção para os erros daquela pessoa que você espelhou uma pessoa que você odeia. Quanto ao que você mesmo se espelha, você consegue perdoar porque consegue se ver nele. Não sei, é assim que consigo enxergar toda essa situação. Mas, precisamos parar para pensar ás vezes que até mesmo as pessoas das quais nos projetamos, cometem erros, e tão graves quanto os da pessoa que projetamos alguém que odiamos. Não podemos deixar de pensar que aquele personagem que odiamos também é uma pessoa, um ser humano que se arrepende dos seus atos e também SENTE. Precisamos ás vezes projetar nossa empatia nas pessoas que não gostamos também...

      Excluir

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul & Blogger Team