19 de abr de 2016

TAG Livros Opostos


Olá pessoal, tudo bem? No post de hoje venho responder a uma TAG que a Lethycia Dias do blog Loucura por Leituras me indicou a responder.
A TAG consiste em responder 10 perguntas, e cada uma delas me fará indicar livros opostos um ao outro para determinadas situações.
Clique em continue lendo para saber mais!

1. O primeiro livro da sua coleção e o último comprado

O primeiro livro da minha coleção:

Ganhei vários livros da escola antes de realmente me tornar leitora e também comecei a ler vários outros da minha mãe antes de começar a ler os meus próprios livros. Entretanto, o primeiro livro que me lembro de ter tido interesse, ter pedido para os meus pais comprarem e tê-los acompanhado na compra foi A Última Música, de Nicholas Sparks. O primeiro livro que comprei, o primeiro livro que tive realmente interesse em ler e o primeiro livro que eu realmente li. É, ser fã de Miley Cyrus talvez tenha realmente me colocado em um bom caminho no final das contas!



O último livro comprado:



Minha última aquisição não foi de apenas um livro, mas seis. Portanto, vou contar comoúltimo comprado o último livro que veio na caixa: Orgulho e Preconceito, de Jane Austen.
Ouço falar dessa obra há muito tempo e nunca tive interesse nenhum em ler; até assistir ao filme. Então, aproveitei uma promoção no Submarino e comprei meu exemplar. Ainda não tenho certeza se lerei esse ano, mas com certeza um dia lerei!




2. Um livro que você pagou barato e um que pagou caro

Um livro que paguei barato:



Minha última compra no Submarino realmente valeu a pena, pois o livro que paguei mais barato chegou ao preço de 1,99! Sim, eu jamais verei esse preço novamente em qualquer livro e principalmente em um como o que eu comprei: A Estrela Que Nunca Vai Se Apagar, de Esther Earl e John Green.
Também não tenho certeza se lerei ainda esse ano, mas tenho vontade de lê-lo há muito tempo e não farei isso tão tarde. 




Um livro que paguei caro:


Eu sinceramente não me lembro qual livro paguei mais caro, pois o único que consigo imaginar ter sido o mais caro da minha estante foi um presente. Portanto, irei chutar que o livro mais caro que tenho seja o mesmo livro que iniciou minha coleção: A Última Música, do Nicholas Sparks.
Estou chutando que tenha sido esse pois o adquiri em uma feira do livro, na minha cidade, onde todos os livros são muito mais caros que os encontrados online ou em livrarias comuns. O preço deve ter sido de 30 reais para cima. 



3. Um livro com protagonista homem e um livro com protagonista mulher

Um livro com protagonista homem:

O primeiro livro que estourou em minha mente com a palavra “homem”, foi de uma leitura recente: Clube da Luta, de Chuck Palahniuk.
A história do livro ressalta claramente os conflitos do personagem principal com algumas situações e principalmente consigo mesmo, e durante o progresso temos diversas citações ligadas ao fato de ser homem e se sentir homem. Não que essa questão seja o foco e tenha algo a ver com a história principal do livro, mas foi um fator que fez com que eu relacionasse esse livro a essa categoria com muito mais facilidade. 
(Resenha


Um livro com protagonista mulher:



Para essa categoria decidi escolher Jogos Vorazes, de Suzanne Collins.
Escolhi esse livro porque além de ser uma ótima crítica ao nosso governo e todo o funcionamento do mundo, foi um livro de grande marco para as mulheres. Sua personagem principal, Katniss, com sua determinação, força e coragem, serviu de grande inspiração para suas fãs, e considero esse um grande passo para o nosso futuro.




4. Um livro que você leu rápido e um que demorou a ler

Um livro que li rápido:




Provavelmente não há quase nenhum livro do qual eu possa ler com tanta rapidez quanto Quadribol Através dos Séculos, de J. K. Rowling. É claro, com o seu tamanho essa rapidez é mais do que justificável, mas lembro-me de ter me sentido extremamente envolvida na leitura e tê-lo terminado ainda mais rápido do que normalmente seria se eu não estivesse tão interessada assim. 




Um livro que demorei a ler:


Costumo marcar nos livros que leio o dia em que começo a leitura e o dia em que termino. Infelizmente, descobri através dessas marcações que o livro que mais demorei a ler é uma vergonha completa para uma fã de Harry Potter como eu: Harry Potter e o Enigma do Príncipe, de J. K. Rowling, foi o livro que mais demorei a ler na vida.
Iniciei a leitura no dia 12/02/12 e terminei no dia 01/07/12. Com certeza devo ter deixado o livro de lado por muito tempo, mas de qualquer forma, uma vergonha!



5. Um livro com a capa feia e um com a capa bonita

Um livro com a capa feia: 




Eu realmente não li muitos livros que tinham suas capas feias, mas entre todos eles, posso destacar a do Justin Bieber- Primeiro Passo para a Eternidade: Minha história.
Ainda me envergonho de tê-lo comprado e lido, e ainda continuo me sentindo envergonhada por essa capa. Realmente não é a melhor foto dele para usar na capa de um livro, não é?!




Um livro com a capa bonita:





Apesar do conteúdo do livro não ter me surpreendido tanto assim, a capa faz valer a pena: A Maldição do Tigre, de Colleen Houck tem uma das capas mais bonitas que já vi! Esse é com certeza um daqueles livros que somos permitidos a julgar pela capa. 





6. Um livro brasileiro e um estrangeiro

Um livro brasileiro:
Para um livro brasileiro, decidi escolher um daqueles clássicos obrigatórios em vestibular: Capitães da Areia, de Jorge Amado.
Confesso que não me diverti tanto assim ao lê-lo, por ser uma leitura obrigatória e por estar entrando no caminho de tantas outras leituras que eu tinha em mente. Entretanto, não posso dizer que me arrependo de lê-lo e muito menos dizer que não gostei.
O livro traz uma reflexão incrível sobre diversos aspectos da nossa sociedade, e um aspecto que estou constantemente estudando e aprendendo a cada dia mais. Portanto, acho a leitura desse livro muito importante, e lembrar que essa obra veio de um escritor brasileiro é tão importante quanto. 

Um livro estrangeiro:


Para um livro estrangeiro decidi escolher O Diário de Anne Frank.
Esse é um dos livros mais importantes da minha estante e um dos mais recomendados por mim e não poderia ficar de fora dessa lista de maneira alguma.
O momento passado na história do livro, narrado por Anne Frank, é extremamente importante de ser lembrado e um dos melhores livros sobre a Segunda Guerra Mundial. Para quem procura aprender um pouco mais sobre esse período sombrio da nossa história ao mesmo tempo em que procura por um livro estrangeiro, essa é a minha indicação!

7. Um livro mais fino e um livro mais grosso

Um livro mais fino:




Um dos livros mais finos que li até agora faz parte da coleção extra de livros de Harry Potter, da coleção d’A Biblioteca de Hogwarts: Animais Fantásticos & Onde Habitam, de J. K. Rowling.
O livro tem a mesma quantidade de páginas que Quadribol Através dos Séculos. 






Um livro mais grosso:




O posto de livro mais grosso que li até hoje tem 704 páginas e pertence a Harry Potter e a Ordem da Fênix, de J. K. Rowling.
Esse posto provavelmente deixará de ser de Harry Potter quando eu começar a ler o segundo livro de O Nome do Vento, mas isso ainda demorará um pouco a acontecer!





8. Um livro de ficção e um de não-ficção

Um livro de ficção:



Para não ficar repetitivo citar Harry Potter, citarei o primeiro livro da minha segunda série favorita de ficção: Percy Jackson e o Ladrão de Raios, de Rick Riordan.
O primeiro livro e todos os outros da série tem o toque perfeito de aventura, fantasia e ficção, além de carregar um vasto conhecimento sobre Mitologia Grega de uma maneira imensamente divertida.
Recomendarei essa série até o fim!




Um livro de não-ficção:



Marley & Eu, de John Grogan é um ótimo livro de não-ficção e é por isso que estou citando ele aqui.
Eu particularmente não sou muito apegada a livros desse tipo, mas a esse eu fiz uma excessão. Marley & Eu me fez rir em diversas passagens do livro, além de me deixar também tensa e muito, MUITO triste.
Não é um livro com extremo peso, críticas e lições de moral, mas com certeza é um dos poucos livros de não-ficção que te farão relaxar e se divertir. 




9. Um livro meloso e um de ação

Um livro meloso:



Para quem acompanha o blog e o canal provavelmente já sabe a resposta na ponta da língua: Diário de Uma Paixão, de Nicholas Sparks é com certeza o livro mais meloso de toda a minha estante.
Eu realmente me esforço para tentar gostar desse livro tanto quanto outras pessoas gostam, mas me parece simplesmente impossível. É meloso demais para o meu gosto e infelizmente sempre será assim. 





Um livro de ação:





Divergente, da Veronica Roth é com certeza um dos poucos livros que te deixarão vidrados desde a primeira página com sua incrível sequência de ação. Não é à toa que quase todos os leitores da trilogia consideram o primeiro livro o melhor de todos!






10. Um livro que te deixou feliz e um que te deixou triste

Um livro que me deixou feliz:




Let it Snow foi um dos livros me deixou com um sorriso no rosto assim que o terminei.
Além de ter completado finalmente a minha primeira leitura em inglês, o livro carregou esse sentimento de magia, felicidade e esperança durante todas as suas páginas e principalmente no fim. Foram ótimos sentimentos a serem extraídos desse livro.




Um livro que me deixou triste:



A Culpa é das Estrelas, do John Green foi um dos livros que com certeza me deixaram de ressaca ao terminar.
Tanto o livro quanto o filme te fazem carregar essa esperança de que tudo ficará bem apenas pelo fato de gostar muito do casal retratado, mas te faz perder todo esse sentimento tão rápido que não sobra nada a não ser depressão no fim. 





Então é isso pessoal, espero que tenham gostado do post! E se gostaram, deixem o curtir lá em cima ao lado do título (não esqueçam de confirmar) e comentem o que acharam!
Até mais!

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Olá, Amanda! Conheço quase todos os livros que você selecionou, seja por já ter lido, seja por ter ouvido falar ou ter visto a capa. Muita gente gosta da Jane Austen, mas ainda não me sinto preparada para ler os livros dela. Tentei ler "Persuasão"aos 16 anos, mas parei porque estava achando arrastado. Mas ainda pretendo tentar de novo um dia. Muita gente comprou um monte de livros nessa promoção louca do Submarino. Fiquei morrendo de vontade, mas o frete costuma sair caro para onde moro, e eu realmente estava com pouco dinheiro.
    Obrigada por ter me avisado que respondeu, o mais legal das TAG's é a gente poder ver as respostas das outras pessoas! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dizem que Orgulho e Preconceito é um livro muito bom. Quando eu ler, farei resenha e deixarei você sabendo se vale a pena lê-lo ou não!
      Sim, adorei ver suas respostas também <3

      Excluir
  2. Amei suas escolhas, conheço quase todos! (E os que eu não conheço, posso adicionar na listinha enorme de desejados haha)
    Beijoss
    http://primaverasinesqueciveis.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A minha lista de desejados está sempre aumentando também! Espero que alguma resenha minha te faça interessar por algum também hahaha
      Beijos!

      Excluir

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul & Blogger Team