14 de ago de 2015

Por que não sou fã de Katniss Everdeen


Olá pessoal, tudo bem? No post de hoje vou mostrar minha opinião sobre Katniss Everdeen, de Jogos Vorazes; uma opinião um pouco diferente da maioria como puderam ver no título. Sim, eu não gosto da protagonista e vou deixar cada detalhe explicado para que fique claro que eu não a odeio completamente, mas há alguns pontos que discordo completamente da maioria.
Se está curioso, continue lendo!

“Revolucionária”, “destruidora”, “exemplo” e etc etc etc. São alguns dos elogios que a maioria das pessoas costumam atribuir à Katniss. E eu discordo de todos eles. Katniss, apesar de ser a face da revolução, para mim, não tem muito de revolucionária.
Katniss simplesmente faz as coisas acontecerem. Ela realmente foi a faísca que os civis precisavam para se rebelarem contra o governo; foi o incentivo e a esperança que eles tinham em falta em suas vidas depois de tantos anos como escravos do sistema, da capital. É claro que Katniss é a diferença do livro, pois se não fosse não seria a protagonista, não é? Entretanto, o sensacionalismo que criaram por ela ter feito as coisas acontecerem não condizem com a realidade da personagem.
A maneira como a protagonista pensa desde o início da história não tem nada de revolucionário. Não estou dizendo que ela não era contra a maneira que eram tratados pela capital, pois obviamente isso não é possível; qualquer um seria. Porém, Katniss se comportava como qualquer outra pessoa do distrito: cansada da vida que levava e sem esperanças para lutar contra a injustiça que viviam.
Desde o início percebemos que Katniss age por impulso e só consegue soltar a faísca da revolução quando está sendo ela mesma, como é citado por Haymitch no último livro da série. Raramente o pensamento revolucionário passa por sua mente quando ela está sendo revolucionária. Ela apenas pensa no bem da pessoa que ela quer salvar.
Quando Prim é chamada para o Jogos Vorazes, Katniss se voluntariou para salvá-la. Uma atitude incrível, óbvio, mas não revolucionária; apenas bondosa e corajosa levando em conta que apenas queria o bem da irmã. Quando ela cria um enterro para Rue e levanta os três dedos, foi como um simples ato de tributo à amiga falecida. Quando ela decide comer as amoras para que ela e Peeta morram juntos, de uma forma justa, ela apenas pensa no bem de ambos. São ações como essas que apenas comprovam meu pensamento de que Katniss raramente esteve pensando em quais consequências suas ações levariam, raramente esteve pensando em derrubar o governo para que parassem de serem explorados.


Mas é claro, isso não dura a série toda. Katniss absorve o conhecimento de pessoas que eram contra o governo desde o início e começa a entender e a observar mais criticamente como a sociedade em que ela está inserida funciona, e é claro, o ódio fica mais intenso. A partir de certo ponto suas ações realmente começam a ser levadas para o lado revolucionário, e para conseguir derrubar essa forma de governo e dominação, ela joga o jogo que for preciso jogar. Não nego que a protagonista realmente tenha se tornado uma revolucionária ao fim da série. É uma das minhas preferidas e eu não posso negar o quanto a história condiz com a nossa realidade e Katniss é no início o que nós somos hoje, todos os dias. Mas o que eu quero dizer com esse post, é que não concordo quando algumas pessoas indagam que a personagem é e sempre foi uma revolucionária, pois não é. Ela apenas se tornou uma de acordo com as circunstâncias que a cercaram.
Peeta e Gale podem ser considerados revolucionários desde o início, pela análise de pensamento de ambos durante todos os livros da série.
Além desses aspectos, o que me faz não ser muito fã da protagonista é simplesmente por ela ser bem chata ás vezes. Alguns pensamentos, algumas indecisões e algumas ações fizeram com que eu gostasse menos dela. Entretanto, não é como se eu odiasse ela completamente. Eu gosto de Katniss Everdeen, apenas não concordo com o fato de ela sempre ter sido uma revolucionária destruidora de sistemas; além disso, com Jennifer Lawrence interpretando-a, como posso odiá-la completamente, não é?

 Então é isso pessoal, essa foi uma pequena exposição de opinião sobre um fato que certa vez me incomodou um pouco. Amo a série e gosto da personagem, apenas não a venero como a maioria. Se algum de vocês tem uma opinião diferente da minha e gostariam de compartilhar, comentem aqui embaixo e vamos discutir! Além disso, se gostou do post, deixe seu curtir lá em cima ao lado do título!
Até mais!

Comente com o Facebook:

3 comentários:

  1. Você não é fã da Katniss porque não deve ser fã da Jennifer Lawrence, como muitos. Se vc entendesse que o poder da personagem está na imagem dela, nos atributos pessoais e nas ações altruístas, vc seria fã. Vc tocou no lado guerreiro dela, que realmente não existiu muito, mas Katniss não nasceu pra ser guerreira, ela nasceu pra ser a voz de uma revolução.

    Ela não precisa dar socos e pontapés para ser admirada, ela é inteligente o suficiente pra entender todo o jogo "que precisa ser jogado". não existe mais essa coisa de mocinhas perfeitas.

    E quanto a chatice....só vem dos romances chatos criados pra ela. Essenciais para o público alvo. Portanto, seu texto não tem coerência alguma, a não ser uma possível aversão a atriz. Modinha hoje de muitas pessoas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Flávia! Tudo bem?
      Sinto muito se minha postagem te ofendeu em algum momento, mas sinto lhe dizer que esse post já é relativamente antigo para mim, pessoalmente, e por esse motivo minha opinião já mudou há muito tempo. Não concordo mais com a minha própria postagem e mudei meu olhar em relação à Katniss depois que parei para pensar no que escrevi (e isso foi há muito tempo). O único motivo de eu ter mantido essa publicação no blog é porque gosto de saber o quanto eu evoluí em diversos pensamentos, o quanto evoluí na maneira que escrevia, o quanto evoluí em minha própria personalidade. É bom ter essas coisas para olhar e se orgulhar de quem você é atualmente.
      O que aconteceu nessa postagem é que de certa forma eu expressei mal meus sentimentos reais porque estava sentindo raiva no momento; e isso por conta da onda de fãs que idolatravam ela de uma forma exagerada. A minha verdadeira opinião que não ficou clara era: eu na verdade não gostava dessa idolatria. Eu não gostava do fato de idolatrarem Katniss Everdeen de forma exagerada e por motivos errados. Eu compreendo completamente o quão importante Katniss é para essa história (afinal, o que seria da série de livros se não fosse pela própria protagonista da história, não é?), eu consigo ver o papel importantíssimo que a mesma tem. Eu consigo compreender que ela não era de todo ingênua sobre a situação e que ela sabia sim quem era o inimigo e porquê. Talvez o fato dela parecer apenas um peão na mão de outras pessoas na história seja porque ela realmente era forçada a agir de certa forma algumas vezes, mas os verdadeiros atos de revolução foram feitos por conta própria.
      Enfim, espero que tenha dado para entender que no momento que escrevi o post eu estava na verdade com raiva da idolatria exagerada e sem sentido que eu vinha vendo de algumas adolescentes, que eram totalmente alheias sobre a verdadeira mensagem política da trilogia de Jogos Vorazes, e acabei me expressando errado, transmitindo essa raiva para a personagem que no fim não tinha culpa alguma sobre isso.
      De qualquer forma, aceito e compreendo sua crítica sobre meu post, afinal, eu também tenho várias críticas a ele. Mas, penso que dizer que o meu texto não tem coerência alguma e deduzir que o mesmo seja apenas uma aversão a atriz (que na verdade não existe) seja muito precipitado e a sua opinião pessoal sobre, e não uma opinião universal. Não tenho nenhuma aversão a atriz, e apesar de concordar que o meu post não tenha mais validez à minha opinião atual, dizer que ele não é coerente só porque não bate com a sua opinião é um pouco exagerado. Existem pessoas com essa opinião do meu texto, mas isso não significa que elas tenham uma opinião incoerente. Significa apenas que elas têm uma posição diferente da sua e da minha atualmente. Afinal, gostar de um personagem ou não e achá-lo revolucionário ou não, vai de cada um e da interpretação de cada um do livro.
      Espero que eu tenha deixado clara minha posição atual! Obrigada por ter comentado, eu queria há muito tempo esclarecer isso, e respondendo o seu comentário tive finalmente a chance de fazer isso. Obrigada mesmo.

      Excluir
  2. E pra finalizar, Katniss é uma espécie de Joana Dar'c. Uma figura simbólica da Revolução, mas isso não faz dela menos revolucionária. Ou então Joana não merece tudo que falamos dela, e nem uma Estátua na Praça de Paris?

    ResponderExcluir

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul & Blogger Team